Mutuária procurou a AMMRS em abril de 2013, após ter sido notificada pelo agente financeiro através de edital em jornal, que seu imóvel seria leiloado, inclusive com data marcada, em decorrência de prestações do financiamento atrasadas.

Com o ingresso de ação judicial, a AMMRS conseguiu suspender o leilão do imóvel e obter a prescrição da dívida. Diante da procedência da ação, o agente financeiro juntou no processo o termo de liberação de hipoteca sem que a mutuária precisasse desembolsar quaisquer valores ao agente financeiro para a obtenção deste documento.

Processo n° 5024041-80.2013.404.7100

Se você possui alguma dúvida em relação ao seu contrato habitacional, não deixe de entrar em contato