O Mutuário procurou a AMMRS em maio de 2008, com o leilão do seu imóvel já com data marcada.   Através do Judiciário, conseguimos a suspensão do leilão do imóvel durante o processo, evitando que o mesmo fosse vendido pelo Banco à terceiros.

Em julho de 2015, através de conciliação, o Associado conseguiu liquidar a dívida junto ao Banco. Em janeiro de 2016 esta Associação fez a entrega do Termo de Liberação da Hipoteca ao Associado, documento este que, de fato, torna o imóvel livre do gravame bancário.

Se você possui alguma dúvida em relação ao seu contrato habitacional, não deixe de entrar em contato !