A mutuária firmou seu contrato de financiamento habitacional em julho de 1995, com prazo de 240 meses, porém, a partir de abril de 1999 ficou inadimplente por motivos de queda de renda e não conseguiu mais renegociar a dívida atrasada com o agente financeiro.

Diante da dificuldade em negociar com o banco, a alternativa foi o ingresso de ação judicial para evitar a perda do imóvel. Em audiência de conciliação na Justiça Federal, a AMMRS conseguiu reduzir dívida da mutuária de R$ 290 mil para R$ 21 mil reais.

O acordo foi homologado em audiência e o termo de liberação de hipoteca deverá  ser retirado em até 90 dias na agência.

Processo n° 2001.71.00.008174-4

Se você possui alguma dúvida em relação ao seu contrato habitacional, não deixe de entrar em contato