Mutuário procurou a AMMRS para revisar as prestações do seu financiamento da casa própria, devido o valor elevado da prestação, entre outras abusividades cobradas pelo agente financeiro.

Após ingresso de ação judicial pela AMMRS para revisar o seu contrato, foi comprovado através de perícia contábil que o associado desembolsou valores pagos a maior.

Com a realização de cálculos periciais e decisões proferidas no processo, foi homologado pelo juiz que o mutuário tem o direito de receber a quantia de aproximadamente R$ 57 mil reais, referente a valores cobrados indevidamente.

O processo transitou em julgado, não cabendo mais nenhum recurso e se encontra na fase de liquidação de sentença.

Se você possui alguma dúvida em relação ao seu contrato habitacional, não deixe de entrar em contato

Processo n° 2002.71.00.040222-2